domingo, 27 de abril de 2008

Um pouco de Matemática Financeira

O que é a Matemática Financeira?
Poderíamos dizer que a matemática financeira é uma matemática do ensino básico aplicada aos cálculos financeiros. Claro que assim definindo, estamos simplificando as coisas, mas também não estaríamos muito longe da verdade. Claro que nesse processo de aplicação muitos conceitos novos surgem e novas "fórmulas" são estabelecidas, mas nada que sofistique o assunto além do nível de matemática aprendido no ensino médio. Não significa, no entanto, que só por isso os problemas se tornem fáceis. Existem problemas de matemática financeira de razoável dificuldade. No entanto, eles se curvam diante de um estudo que tenha sido desenvolvido com preocupação na conceituação correta dos termos e suas definições. A matemática financeira considera um conceito muito importante que é o valor do dinheiro no tempo, o qual não é considerado pela matemática pura, apesar da matemática financeira ser uma aplicação de progressões aritmética e geométrica.

Para que serve a Matemática Financeira?

Dentre muitas outras coisas, ela serve para subsidiar grande número de cálculos que ocorre em finanças. Além de ser de extrema importância no dia-a-dia das pessoas: é triste saber que uma pessoa que concluiu o ensino básico não sabe tomar uma decisão de compra à vista ou a prazo. Serve também para saber que quando o vendedor de uma determinada loja está faltando com a verdade quando diz "... à vista você tem 10% de desconto e a prazo você pode pagar em 10 vezes sem juros..." (mesmo sem saber!). Por exemplo, imaginemos a seguinte situação: uma mercadoria está anunciada com o preço de R$100,00, mas é dito pelo vendedor que a mesma paga à vista custa R$80,00. No anúncio é dito que para pagamento à vista é feito um desconto de 20% e que se o pagamento não for feito à vista (por exemplo, daqui a 30 dias), então o preço será o integral, ou seja, R$100,00. Não sei se você consegue observar (se ainda não, esperamos que mais tarde consiga!), mas estamos diante de um problema de juros compostos. Na verdade o preço real da mercadoria é R$80,00, pois preço é aquilo que está sujeito a pagamento à vista. Ora, se pagarmos 30 dias depois pagaremos R$20,00 a mais, consequentemente estaremos pagando 25% de juros, pois R$20,00 representa 25% de R$80,00 (20 ÷ 80 = 0,25). Você deve está se perguntando porque o comércio faz isso. (Ou pelo menos deveria!!!)

A(s) resposta(s) fica(m) para um próximo post! Além disso, responderemos ...

... O que seria o conceito de "valor do dinheiro no tempo"?

Abordaremos também os conceitos "Fluxo de Caixa", "Juros" e "Taxa de Juros".

Até a próxima...

6 comentários:

veronica disse...

Gostei muito tanto desta postagem como de blog inteiro. Tras dicas mto legais. Vejo a abordagem da Mat Financeira um grande desafio dentro das escolas pois é sempre colocada em segundo plano porem sua utilidade é imensa. Vou acaompanhar as postagens e aguardar o fluxo de caixa .... Parabens pelo blog

Aulas.Mat disse...

Talvez na próxima semana "postarei" uma segunda parte de 'Um Pouco de Matemática Financeira'. Minha idéia com estas postagens é fazer com as pessoas tenham curiosidade e, cosequentemente, se interessem pela Matemática Financeira. Conto com a ajuda de vocês (leitores) com dicas, sugestões, dúvidas, etc. Pois sem o leitor interessado, o blog não faz sentido!

Até a próxima,
Francisco

valéria disse...

Um assunto complicado, e vc resumiu de uma forma simples e de facíl entendimento.
Parabéns!
Valéria

Francisco disse...

Obrigado... Pena que estou sem tempo suficiente no momento para postar os outros artigos (prometidos) sobre o tema.

Anônimo disse...

Olá,
Tenho um TRABALHO a apresentar e gostaria muito de saber a Importância da MATEMATICA FINANCEIRA.
Irei até fazer apresentação.
Qualquer ajuda será bem vinda!
Obrigada
Pollyanna
(email: cephasmanha1@hotmail.com)

Francisco disse...

Olá Pollyanna.

Vou tentar até a próxima semana postar mais um artigo sobre o tema.

Francisco